Comissão promove debate “A Prática da Mediação nos EUA e no Brasil”

A Comissão de Mediação da OAB-CE, em parceria com as Comissões de Liberdade Religiosa, Conciliação e Arbitragem, Direito Internacional e Acesso à Justiça, promoveram, na última quarta-feira (30/09), um debate com o Juiz norte-americano Randell Lee Wilkinson, membro da J. Reuben Clarck Law Society. O evento foi na Faculdade Farias Brito e explanou sobre como é praticado a mediação nos Estados Unidos.

Na ocasião, o juiz compartilhou sua larga experiência profissional com os participantes com diversos profissionais e alunos do curso de Direito e abordou assuntos como a aplicação da mediação e da negociação na área criminal, interesses públicos, além da questão da capacitação do mediador exigida nos EUA.

“Na Califórnia, em sua grande maioria dos casos o mediador é advogado e a não há uma exigência de um curso específico ou cadastro próprio, mas o mercado exige a experiência e habilidade técnica”, destacou o Juiz Randell Lee.

Para a presidente da Comissão de mediação da OAB Ceará, Darlene Braga, o Sistema de Justiça brasileiro não suporta mais tantos processos. “Apostar na mediação e na conciliação é a melhor alternativa para a construção de uma sociedade mais harmônica e feliz, o que conduz à prosperidade, porque gera condições favoráveis ao pleno desenvolvimento do indivíduo”, disse.

Também participou do debate, o juiz federal da 5ª Região, Leonardo Resende. Na ocasião, o magistrado demonstrou total simpatia à mediação, “a mediação é uma excelente forma de solução de conflitos, veio para ficar e precisa ser estimulada por todos”, conclui.