Audiência Pública debate sistema socioeducativo do Ceará

Nesta segunda-feira (09/10), a Comissão de Direitos Humanos da OAB-CE realizou uma audiência pública para debater a atual situação do sistema socioeducativo. Na ocasião, as entidades participativas trouxeram à tona os principais fatores que contribui para a crise no sistema socioeducativo. Ao final da audiência, foi decidido que as instituições levarão os problemas para os órgãos competentes.

Para o presidente da Comissão, Deodato Ramalho Neto, entre os principais fatores que contribuem para atual situação do sistema “É preciso haver um aprendizado dentro do sistema, mas isso não está ocorrendo. O menor passa o dia preso numa sala, como se estivesse encarcerado, e isso fere o Estatuto da Criança e do Adolescente. É necessário rever a forma de como os menores estão sendo tratados”, disse.

Segundo o presidente do Conselho Regional de Psicologia, Diego Viana, a audiência serviu para debater os problemas e as soluções que as entidades podem executar junto ao poder público. “Cada instituição deu sua contribuição para que haja uma melhoria no sistema socioeducativo do Estado”, ressaltou.

Estiveram presentes no debate representantes do sistema socioeducativo, Conselho Regional de Psicologia, representantes dos Agentes das Comissões da Assembleia, Câmera Municipal e o Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca-CE).