85 ANOS: OAB-CE assume papel de defesa da sociedade na luta pela Segurança Pública Estadual

Após a crise na Segurança Pública, a Ordem cearense assumiu um papel de defesa da sociedade na problemática da Segurança Pública Estadual. A exemplo das Audiências Públicas, inspeções e acompanhamentos, a comitiva da OAB-CE apresentou medidas de urgência ao secretário André Costa, que foram entregues durante reunião na sede da OAB-CE. Aprovadas em plenário, os mais de 20 pontos tinham a finalidade de auxiliar no combate à criminalidade e insegurança.

Toda a problemática se revelou após a chacina que vitimou mais de 14 pessoas. No dia 27 fevereiro, um clube de festas no bairro cajazeiras foi palco da maior chacina da história do Estado. Segundo representantes da Ordem cearense, o Estado do Ceará vive um quadro caótico na segurança pública, motivo pelo qual a Ordem coloca-se à disposição para colaborar.

Nas inspeções realizadas pela Ordem nos presídios, observou-se falhas grotescas de estrutura e gestão, bem como o crescimento constante das facções criminosas, que afetam diretamente o dia a dia do cidadão fortalezense. A postura que a OAB-CE busca desenvolver, segundo os representantes, é de guardiã dos direitos da sociedade, além de expor ideias e sugestões para que os cidadãos se sintam seguros e protegidos.