Plenária com advocacia criminal é realizada para melhorias e sugestões de trabalho

Nesta segunda-feira (21), o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Ceará, Erinaldo Dantas participou de uma plenária da Associação Nacional da Advocacia Criminal, Secção Ceará – ANACRIM/CE, em parceria com o Grupo de Estudos de Ciências Criminais.

O presidente da Seccional cearense, Erinaldo Dantas, participou da abertura do evento e falou sobre a parceria que pretende encampar na gestão da OAB-CE. “O gestor não quer só falar bonito e ter uma foto no jornal, o gestor quer mudar a vida das pessoas, ele quer realizar. Então, eu quero que me tragam ideias concretas”, destacou. Erinaldo Dantas defendeu, ainda, que todas as pessoas presas em flagrante devem ser lavadas para a mesma delegacia, a fim de facilitar o trâmite e diminuir o tempo de espera pela Audiência de Custódia. Segundo ele, trabalhar dessa forma seria mais barato e prático para o Estado.

De acordo com o presidente da Associação Nacional da Advocacia Criminal, Secção Ceará – ANACRIM/CE, Alexandre Bastos, a plenária foi uma oportunidade de a advocacia criminal ser ouvida, apresentar suas sugestões e pleitos. “Foi o começo da união da advocacia criminal. Jovens e advogados mais experientes puderam expor suas dificuldades e sugestões para melhoria da atuação do advogado criminal perante as instituições”, afirmou.

A partir desse encontro, um documento chamado de “carta do criminalista cearense” está sendo preparado para que sejam protocoladas as denúncias e propostas capituladas no evento.

Participaram da plenária representantes da Associação Nacional da Advocacia Criminal, Secção Ceará – ANACRIM/CE; da Associação dos Advogados Criminalistas do Estado do Ceará – AACRIMEC; da Associação dos Jovens Advogados do Estado do Ceará; diretores e conselheiros da OAB-CE. Familiares de presos também estiveram presentes e apresentaram dificuldades e sugestões para melhorar a atuação dos Advogados.