Bancada cearense participa da eleição para presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil

O conselheiro federal e ex-presidente da OAB-RJ, Felipe Santa Cruz, foi eleito na noite desta quinta-feira (31), presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil. A bancada cearense esteve presente para prestigiar a eleição e o colégio eleitoral, formado pelos conselheiros federeis eleitos na segunda quinzena de novembro de 2018. Para o Conselho Federal, foram eleitos os advogados Marcelo Mota, Hélio Leitão e André Costa como membros titulares. Na suplência, André Rodrigues Parente, Alcimor Rocha e Leonardo Vasconcelos.

O presidente da OAB Ceará, Erinaldo Dantas, desejou boa sorte ao colega. “Esperamos trabalhar e desenvolver ações juntos ao logo deste triênio. A nossa casa está de portas abertas para essa nova união. Desejo sucesso na nova caminhada”, declarou.

Claudio Lamachia, presidente da OAB durante a gestão 2016/2019, passa o cargo para Santa Cruz. “Quero dizer ao meu amigo irmão, Felipe Santa Cruz, que a nossa caminhada foi conjunta. Poderíamos comemorar muitas e muitas conquistas, inúmeros desafios, mas a maior de todas foi a união que tivemos nesse período de três anos. Felipe foi incansável nesse trabalho para me ajudar no colégio de presidentes para construir essa união. Espero que nos próximos três anos eu possa devolver um pouco o que vocês fizeram por mim. Felipe Santa Cruz será sem dúvida um grande presidente da OAB, porque conheço a sua trajetória e a sua história”, afirmou.

Marcelo Mota, que irá ocupar o cargo de conselheiro federal, falou em nome dos dirigentes de Seccionais sobre a gestão do ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil. “Claudio Lamachia se mostrou um amigo de todas as horas, presente e atuante. Esteve em todas as Seccionais da Ordem durante a sua gestão, fosse para prestigiar solenidades, eventos ou para tarefas mais árduas. Fica aqui o abraço e a gratidão a este grande líder da advocacia nacional”, disse.

O presidente eleito falou sobre as perspectivas da nova gestão. “A sociedade precisa de uma Ordem que tenha a força de dizer que aqueles que não têm voz, terão a voz do Conselho Federal da OAB. Aqueles que estão frágeis, terão a voz das mais de oito décadas dessa instituição para lhes defender. Aqueles que acham que o processo civilizatório terá interrupção, terão a voz da Ordem dos Advogados, ainda que seja a custo alto, a custo de enfrentamos, porque coragem não nos falta”, disse Felipe Santa Cruz.

A chapa “OAB Forte e Unida”, encabeçada pelo presidente eleito, elegeu ainda o ex-presidente da OAB-BA Luiz Viana para o cargo de vice-presidente da OAB, o ex-diretor-geral da Escola Nacional de Advocacia (ENA) José Alberto Simonetti para o cargo de secretário-geral, o conselheiro federal pelo Mato Grosso do Sul, Ary Raghiant Neto, para o cargo de secretário-geral adjunto e o ex-presidente da OAB-PR José Augusto Araújo de Noronha como diretor tesoureiro.