O município de Quixadá/Ce será oficialmente um polo de aplicação do Exame de Ordem Unificado. A decisão foi aprovada pelo Conselho Federal da OAB e será implementada a partir do próximo exame, beneficiando significativamente os candidatos próximos da região.

O presidente da OAB-CE, Erinaldo Dantas, comunicou a novidade à comunidade jurídica e destacou a importância dessa conquista, que facilita o acesso ao exame essencial para a prática da advocacia, representando um grande avanço para a região. “Fazemos esse comunicado, não apenas para quem reside em Quixadá, mas para toda a região próxima. Conseguimos, através do presidente da Subsecção Sertão Central, Davi Pordeus, o deferimento do Conselho Federal para a inclusão de Quixadá como um dos polos do próximo Exame de Ordem. Isso permitirá que os candidatos próximos da região não precisem se deslocar até Fortaleza para realizar a prova. Uma grande vitória”, comemorou.

Davi Pordeus, expressou sua gratidão pelo apoio recebido: “Presidente Erinaldo, agradecemos imensamente, em nome de toda a Diretoria, ao Dr. Marcelo Ortiz, nosso tesoureiro, à Dra. Emanuele Nobre, nossa secretária-geral, pelo interesse e empenho da OAB-CE em conseguir essa importante conquista para toda a advocacia do Sertão Central. Agradecemos também ao Presidente Beto Simonetti, ao conselheiro Choy e ao Presidente Celso, que apoiaram prontamente nosso pedido. Esta é uma notícia muito significativa para a nossa região e trará muitos benefícios”, pontuou o presidente da OAB Sertão Central.

Essa iniciativa reforça o compromisso da OAB-CE em facilitar o acesso e promover o desenvolvimento do setor jurídico em todo o Estado.

A aprovação no Exame de Ordem é requisito necessário para a inscrição nos quadros da OAB como advogado. O Exame de Ordem pode ser prestado por bacharel em Direito, ainda que pendente apenas a sua colação de grau, formado em instituição regularmente credenciada. Poderão realizá-lo os estudantes do último ano do curso de graduação em direito ou dos dois últimos semestres.