OAB-CE encerra projeto itinerante em Crateús e Inhamuns

Nesta quarta-feira (28/03), a OAB-CE encerrou a segunda edição do projeto OAB Itinerante. As últimas subsecções a serem visitadas foram a de Crateús e Sertão do Inhamus. Ao longo do mês, as quinzes subsecções da Ordem no interior foram visitadas. Os advogados e advogadas de todas as regiões tiveram a oportunidade de expor críticas, apontar melhorias e propor questões em prol do fortalecimento da classe.

O presidente da OAB-CE, Marcelo Mota, fez um balanço da segunda fase do projeto inovador. “O sentimento é de dever cumprido e acima de tudo uma alegria por ver a massiva adesão da advocacia na segunda etapa da OAB Itinerante. Isso representa que a advocacia está unida”, disse. Marcelo lembrou ainda da experiência que teve nas quinzes subsecções do Estado. “Tivemos a oportunidade de trocar ricas experiências, ouvir colegas do interior do Estado. Esse advogado é quem enfrenta uma estrutura ruim do Judiciário, com servidores inexistentes, magistrados respondendo por até 4 comarcas, por isso resolvemos fazer esse projeto, para dar os encaminhamentos necessários e adotar providências” frisou.

Crateús
Na sede da subsecção, a advocacia do sertão de Crateús, tendo à frente dos trabalhos o presidente da OAB-CE, Marcelo Mota, bem como o presidente da Subsecção de Crateús, Marcelo Cavalcante; o vice-presidente da Subsecção de Crateús, Cleison Paiva; o secretário geral da Subsecção, Alexandre Maia; o secretário geral adjunto da Subsecção, Aurivan Filho e o tesoureiro, Antônio Coutinho, estiveram presentes. Na ocasião, os representantes conduziram os trabalhos e discutiram as principais demandas da região.
A ausência de servidores nos municípios, principalmente Ipueiras, e a necessidade de mais equipamentos nas salas do Fórum de Crateús, foram as duas principais questões levantadas pelos operadores do direito.

“As medidas discutidas na edição passada foram implementadas. Isso prova que essa aproximação com a advocacia do interior é extremamente relevante e positiva”, destaca o presidente subsecção de Crateús, Marcelo Cavalcante. “O proposito é continuar avançando pelo bom exercício da advocacia e a melhora do Poder Judiciário,m”, completou.

O ex-presidente da subsecção e atual membro da Comissão Direito das Prerrogativas da OAB-CE, Ismael Machado, destacou o papel do projeto. “Com a OAB itinerante, a sede vem até a subsecção perguntar ao advogado interiorano quais são as dificuldades e as deficiências do Judiciário local. Isso representa o mesmo que vir até o interior e informar que está próximo para auxiliar na melhor forma e eficácia possível”, disse.

Inhamuns
Já no Sertão de Inhamuns, somaram a mesa que liderou o encontro, junto à diretoria da Ordem cearense, o presidente da Subsecção, José Gonçalves; o vice- presidente da subsecção; Joabe Bonfim e o delegado da polícia civil, Gisleian Lima. Os principais pontos que nortearam o diálogo foram: estrutura dos aparatos judiciários e deficiência no quadro de servidores. O encontro contou ainda com uma participação expressiva da advocacia da região.

De acordo com o presidente da Subsecção de Inhamuns, José Gonçalves, o projeto OAB Itinerante aproxima o advogado interiorano da diretoria. “Os diretores ficam sabendo de problemas como estrutura e violação de prerrogativas. É um conjunto de ideia que os advogados do interior tem a necessidade de expor e encontram aqui essa e oportunidade”, explica.

O vice-presidente da Subsecção, Joabe Bonfim, fez coro. “O projeto atende uma necessidade de ouvir os reclames dos advogados e da subsecção, o que representa um avanço para a advocacia interiorana”, conclui.