Nota de Repúdio

A Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-CE) manifesta profundo repúdio à forma como o advogado pernambucano Sávio Delano foi tratado por policiais militares, em Caruaru, no último dia 5 de julho.

O advogado foi vítima da ação truculenta, despreparada e abrupta de policiais militares. Mesmo sem oferecer resistência, foi obrigado a entrar na viatura da PM por diversos policiais que o seguravam e o empurravam, em evidente e notória violação das prerrogativas do profissional e da dignidade da pessoa humana.

A OAB Ceará entende que não se pode mais suportar ações dessa natureza por parte de membros da PM em todo o país. É preciso que profissionais à frente da polícia ostensiva sejam preparados, equilibrados e conscientes do seu papel frente à sociedade.

Além disso, não se pode mais tolerar que ações agressivas e violentas como essas continuem a violar as prerrogativas de advogados brasileiros, profissionais essenciais ao sistema de Justiça.

Dessa forma, não foi só um advogado atingido, mas toda a classe. A OAB-CE reitera o seu repúdio com veemência à ação da PM pernambucana, manifesta o seu irrestrito apoio ao advogado Sávio Delano e espera que o Estado de Pernambuco apure com total rigor o caso e que os PMs envolvidos sejam punidos na forma da lei.