OAB-CE - Ordem dos Advogados do Estado do Ceará

Memória

21/03/2012 1:39 Por: admin

De forma gradativa, a OAB foi se firmando como Instituição voltada aos interesses de classe e de toda a sociedade e também conquistando espaços físicos que comportassem o crescimento das demandas e o aumento do número de associados. A primeira sede que abrigou a OAB-CE foi o prédio da Praça do Ferreira, onde funcionava o Fórum de Fortaleza e onde foi realizada a primeira reunião para sua criação.

Em seguida, de março de 1933 a dezembro do mesmo ano, a OAB-CE se mudou para um prédio na Rua Senador Pompeu, 107, que na época abrigada a Associação dos Funcionários Públicos do Estado. Mas já no ano seguinte, houve a transferência da sede para o Palácio da Justiça (edifício da Corte de Apelação), que funcionava na Rua Major Facundo, 430, lá permanecendo até setembro de 1937, ano em que a OAB-CE voltou a funcionar no prédio da Associação dos Funcionários Públicos do Estado.

De lá, a OAB se mudou para a sala 312 do Excelsior Hotel, um dos mais conhecidos e tradicionais da Fortaleza antiga. Permaneceu no Hotel de fevereiro de 1938 a setembro de 1939. A OAB passou ainda pela Rua Pedro Pereira, 362 (altos), pela Rua Barão do Rio Branco, 884, sede do edifício Studart e, em 1942, passou a ocupar três salas no antigo prédio da Secretaria da Segurança Pública do Estado, localizado na praça Getúlio Vargas, ficando até 1960.

Quando assumiu a presidência da OAB-CE, em 1962, o advogado Roberto Martins Rodrigues, iniciou luta para que a OAB ficasse sediada no Fórum Clóvis Beviláqua, quando ainda era situado na praça da Sé, já que lá estava centralizado o exercício da advocacia e da própria Justiça. Assim sendo, até 1970, a OAB-CE serviu aos advogados no 4º andar do Fórum Clóvis Beviláqua.

Em seguida, o próprio Roberto Martins Rodrigues, juntamente com a diretoria da época, transferiram a sede da OAB-CE para um dos andares da sede do Clube dos Advogados, situado na rua Guilherme Rocha, 175 (altos) e que existe até hoje. Na época, foi realizada uma reforma no andar que iria abrigar a OAB e uma festa de inauguração marcou o início do funcionamento da Ordem no seu novo local, em 1971.

Depois disso, teve início a grande empreitada, comandada pelo advogado Luís Cruz de Vasconcelos, pela sede própria da OAB. Ele assumiu a presidência da Ordem pela primeira vez em 1977 e, preocupado com o futuro da entidade, deflagrou grande movimento pela sede própria. A obstinação de Luís Cruz em construir uma sede própria logo contagiou a todos. Foram feitos vários movimentos para arrecadar fundos e, em 1979, a OAB conseguiu comprar, na avenida Pontes Vieira, 2666, o terreno onde seria construída sua futura sede, local em que está instalado hoje o Centro de Integração Profissionall (CIP).

O sonho do terreno já estava concretizado, mas a direção da OAB-CE ainda precisava obter recursos para construir a tão desejada sede própria. Por determinação do presidente Luís Cruz de Vasconcelos, foi implantada a chamada “economia de guerra”, para que os recursos recebidos pela Ordem fossem destinados prioritariamente para a sede. O contrato com a construtora Elipse, uma das mais evidentes na época, logo foi assinado e representava que de uma vez por todas a OAB-CE teria sua primeira sede própria. O prédio foi inaugurado com uma grande festa no dia 11 de agosto de 1984, Dia do Advogado.

Em 1997, foi comprado o prédio onde está situada atualmente a sede da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Ceará, na rua Lívio Barreto, 668. O prédio antigo foi transformado no Centro de Integração Profissional (CIP) e, ao lado, funciona a Fundação Escola Superior de Advocacia do Estado do Ceará (FESAC).

Galeria dos Presidentes da OAB-CE

Edgar Cavalcante de Arruda – 1933-1937 e 1947-1948
José Pires de Carvalho – 1938-1940 e 1954-1956
Clóvis Fontenelle – 1940-1941
Olinto Oliveira – 1941-1943,1943-1945, 1948-1950, 1956-1958 e 1958-1960
Clodoaldo Pinto – 1946/1947
Plácido Aderaldo Castelo – 1950-1953
*César de Moraes Fontenelle – 1953-1954
Lauro Maciel Severiano – 1960-1962
Carlos Roberto Martins Rodrigues – 1962-1964, 1971-1973, 1973-1975, 1975-1977 e1977-1979
Aderbal Nunes Freire – 1964/1966
Estevam Mosca – 1965
José Almir de Carvalho – 1966-1968, 1968-1969 e 1969-1970
Raimundo Rui Farias – 04.1970 a 07.1970
Jesus Xavier de Brito – 1970/1971
Itamar de Santiago Espíndola – 06.07.1971 a 06.08.1971
Antônio Francisco de Albuquerque – 24.05.1972 a 02.06.1972
Marco Antonio Forte – 12.03.74 a 12.04.1974
Germano Machado Holanda – 16.07.1977 a 25.10.1977
Luís Cruz de Vasconcelos – 10.11.77 a 31.01.1978, 1979-1981, 1981-1983 e 1983/1985
Vasco Damasceno Weyne – 28.04.1980 a 11.06.1980
Sílvio Braz Peixoto da Silva – 1985-1987
Raimundo Bezerra Falcão – 1987-1989
Ernando Uchôa Lima – 1989-1991 e 1991-1993
José Feliciano de Carvalho – 1993-1995
José Cândido Bittencourt de Albuquerque – 1995-1997
Paulo Napoleão Gonçalves Quezado – 1998 a 2003
Hélio das Chagas Leitão Neto – 2004 a 2009
Valdetário Andrade Monteiro – em exercício desde janeiro de 2010

Curiosidades da OAB-CE

A primeira sede própria da OAB-CE foi adquirida em 1979, por um milhão e vinte mil cruzeiros, moeda da época. O valor foi considerado razoável, apesar da localização, que era considerada ruim por ser distante do centro da cidade. Hoje, a Pontes Vieira é uma das principais vias de Fortaleza.

A primeira mulher inscrita na OAB-CE foi Lucrécia Pinho, com inscrição de número 140, realizada em 1933, ano de fundação da OAB-CE.

O primeiro quadro de advogados da OAB tinha um total de 92 advogados, 21 provisionados e um solicitador (uma espécie de estagiário).


OAB na TV

ver mais

OAB no Rádio

ver mais

Notícias CAACE

Notícias FESAC

Tribuna do Advogado

Tribuna_Advogado_Agosto2014 outras edições
  • 260x90-certificado
  • 260x90-promad
  • 260x90-liber